2.9.07

Bruxarias, feitiços ... e outros castiços

Hoje foi dia de passeio. Após insistência de vários anos, lá fomos até Vilar de Perdizes, viagem tantas vezes adiada, por ter coincidido consecutivamente com a Festa do Avante (há que fazer opções). Nem há muita coisa para dizer, não porque não tivesse havido interessante ou curiosidade, mas sim porque a gente era tanta, estava um calor infernal e já estavam as tropas todas a reclamar. Sinceramente gostaria de ter visto tudo aquilo com muito mais tempo e mais atentamente. Além de que, do que vi, achei a aldeia muito interessante mas da qual não vou falar porque quero lá voltar com outros olhos.
Lá se realizou então o XXI Congresso de Medicina Popular, com uma série de expositores, desde produtos comestíveis, produtos da terra (chás, licores, doçaria, artesanato (e que artesanato!), etc) e as barracas com cristais, incensos, óleos, velas e as várias terapias, das quais são tantos os nomes que não conseguia aqui de certeza, enumerá-los. Encontramos massagistas, astrólogos, cartomantes, espíritas, muitos Prof.'s e até a Simara. As especialidades? Ui, essas são outras tantas que não há maleita que não tenha cura: mal de inveja, mau olhado, azar, falta de sorte (irra, um mal nunca vem só) problemas de saúde, forças energéticas, assuntos judicias (hum, dá jeito), eu sei lá ...
As consultas, bem as consultas vão variando: 25, 30, 35 euros. Depende.
Quando me disseram:
- Até gostava de experimentar uma coisa dessas.
- Preferia comprar um presunto.
Seja com for, é um certame que, ao longo dos anos tem vindo, cada vez mais, a gozar de muito sucesso e de enorme afluência do público. Ainda bem. Será caso para dizer: No creo en brujas, pero que las hay, las hay.


Para quem tiver algum interesse: www.padrefontes.com
monge

14 comentários:

avelaneiraflorida disse...

Algo que se tornou uma tradição!!!!
mas não a verdadeira tradição!!! esta já está "contaminada" pelo consumismo e afins....

Mas a verdade, é que muita gente era sábia na escolha de ervas e remédios curativos, com eficiência, e o bom sabor da Mãe Natureza!!!!
UM BOM DIA!!!

monge e eremita disse...

olá avelaneiraflorida

Pois era precisamente esse o meu intento: falar com as pessoas e tentar colher-lhes algumas das sábias tradições que tão bem souberam herdar da Natureza Mãe. Porventura, estamos rodeados de saberes antigos mas os quais permanecem em segredo nos livros da memória dos nossos antepassados.
Outro bom dia para ti,

bj

monge

claudino disse...

então não nas hay? ainda há pouco vi uma na paragem do autocarro... só que devia ser das modernas: em vez de vassoura, usava aspirador... só que se deve ter avariado, uma vez que esperava pelo autocarro. hum... devia ir à oficina. Ainda não devem ter inventado mezinhas para aspiradores!

Abraço,

Claudino

monge e eremita disse...

Ó Claudino,
tu não te ponhas com ideias, porque se te ouvem para o ano temos lá Vilar de Perdizes enxameado com stands da Worten, Rádio Popular e outros que tal.
É verdade, tu que percebes disso, inventa lá uma chafarica qualquer para pôr a bruxaria a zungar, regista-la e apresentas lá no Congresso. Nós levamos a bagaçada para pôr o pessoal a pensar que isso realmente funciona.

Abraço

monge

Li Malheiro disse...

Olá.
caro monge
Só para dizer que já ando por aí depois das férias.
Depois de andares com o pau na mão(do estandarte, claro!) vais ao licor...Hum.
Mas o certame, graças ao Padre Fontes, é já incontornável e quem quiser estar lá tem de lá ir mesmo.
E já que a conversa mete bruxas... eu também pensava que não havia mas olhando para certo ministério... mistério!?!
Ainda bem que estou incógnito, por isso acabo aqui com as reticências.
Um abraço e bom trabalho como sempre.
Li Malheiro.

monge e eremita disse...

Olà amigo, camarada e companheiro. Com que então foste às bruxas!...
Tens razão, hà males que sò elas conhecem...Acho esse encontro de medecina popular uma bela inicitiva em prol da salvagurada e rehabilitação de saberes antigos, mesinhas naturais quantas vezes mais eficàzes que a ciência moderna e menos nociva. Viva a medecina popular e as drogas naturais!...

aquele abraço,
eremita

monge e eremita disse...

Olá Li, amigão

pois realmente deveria ter ido encher-me de licor para conseguir levar estandarte, que desencoraja o mais afoito, mas ainda vamos tendo força para cumprir esses rituais e lá consegui levantar o pau. Tu vê lá não te metas nesse mistério?! ... ministério?!, pelo que sei as mesinhas dessa bruxa tem efeitos terríveis.
Um grande abraço, esverdeado

monge

monge e eremita disse...

Pois é companheiro eremita

Pós bem sabemos que as nossas memórias estão recheadas
de histórias antigas contadas ao calor da lareira dos nossos avós e as quais nos atormentavam os inocentes sonhos juvenis.Por outro lado, não tenho a menor dúvida que as mésinhas ancestrais em uso na altura surtiam sempre o seu efeito e sem tantos efeitos secundários como algumas mixórdias que hoje nos enxofram.
Abraço antigo

monge

Anónimo disse...

Registo o agradecimento da visita à minha aldeia. Pois é, tenho esta terra a correr-me nas veias e, por isso (entre muitas outras coisas), desde 1983 ajudo o Padre Fontes a organizar o Congresso de Medicina Popular. Ainda pequena, percorria a aldeia e os montes, conforme me diziam as pessoas mais sábias, à procura de plantas aromáticas e medicinais. Apesar desta invasão de Simaras, Alves e afins (somos um povo de portas abertas...) a grande experiência de ligação com a terra (a Mãe-Terra)ninguem ma tira. Bem haja!

monge e eremita disse...

Bem-vinda anónima
Sinceramente não era este o post que gostaria de ter escrito sobre Vilar de Perdizes nem usar este tom sobre o Congresso.Preferia mil vezes percorrer todos esses recantos, conversar com as pessoas sobre ervas, chás, licores e sabores. Também eu, enquanto pequeno, e ainda agora, percorro os montes da minha aldeia à procura de odores que as plantas se lembram de nos oferecer na altura certa. Obrigado pela visita ao blog. Fica bem.

monge

monge e eremita disse...

Mas fica já aqui a promessa de lá voltar, com todo o tempo do mundo, para sofregamente absorver o prazer de estar aí.

monge

Anónimo disse...

Attractive section of content. I just stumbled upon your web
site and in accession capital to assert that I acquire actually enjoyed account your blog posts.
Anyway I'll be subscribing to your augment and even I achievement you access consistently rapidly.

Check out my website :: trading stocks online

Anónimo disse...

good resource However, foot reflexology helps to increase the health and well being of the entire body. Chinese acupuncture is the practice of inserting very thin needles into "chi", regions in the body to return the energy and blood flow that has been distrupted due to overuse.
http://hyderabad.locanto.in/ID_163682523/Male-to-Female-Body-Massage-in-Hyderabad.html

Anónimo disse...

Colombia sociologist, Peter Bearman says they do not know what causes this correlation but he finds the association 'really profound'.
This is based on the principle that the body increases in temperature, due to hormonal changes and directly after ovulation takes place.
pregnancyhelper.in