22.7.08

Perder tempo ...

Pese embora a minha inflexibilidade quanto à alteração de níveis nas reuniões de avaliação, lá vou encolhendo os ombros quando se opta pela progressão de um aluno, mesmo com alguns níveis negativos.
Na última reunião com os encarregados de educação, aquando da entrega dos resultados finais, enquanto secretário, acompanhei o director de turma nessa tarefa. Com a frontalidade que o cargo exige, o director de turma lá foi insistindo no papel fundamental dos pais enquanto importantes agentes educativos.
Talvez por algum sentimento de culpa, o encarregado de educação do aluno que passou com imensas dificuldades (e somente devido à sua irresposnsabilidade e infantilidade) ficou para último e lá se ia desculpando como podia perante todas as investidas do director de turma. Até que o senhor lhe disse:
"- Pois é, senhor professor, vou ter que perder mais tempo com o meu filho."
Para dizer a verdade, na altura nem deitei muito sentido àquelas palavras do acabrunhado senhor, só quando saimos, vejo com espanto o meu colega explodir com uma sonora e sentida asneirada:
"- ....-.. ! Como é que se pode perder tempo com um filho!
A partir dessa data, se bem que não sinta qualquer remorso, lembro-me sempre dessas palavras e não me atrevo a arranjar qualquer pretexto para não ouvir as palavras do Manel:
"- Papá, bamox bincar pópóx?"
E, num instante, atapetamos a sala com a briquedagem. E, agradavelmente, encontro muito do tempo que não perdi com o Pedro.

7 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

O grande drama das crianças hoje em dia é terem pais que não têm tempo para eles. Mergulhados no trabalho,nos "contactos",esquecem-se da sua função de pais. Falta-lhes tempo para pensar nas consequências dessa ausência. Pen que a professora não tenha explodido diant do pai. Talvez o tivesse acordado para a realidade da sua vida vazia.

1/4 de Fada disse...

Nos últimos anos tenho sido dispensada do cargo de directora de turma devido a ter outros cargos menos agradáveis, mas esta é uma cena diária nas escolas, em que pais nos perguntam o que fazer com os seus filhos, porque se afastaram tanto deles que não os conhecem minimamente! Infelizmente, o efeito é de bola de neve.

LeniB disse...

Enquanto houver pessoas que pensam que perdem tempo com os filhos, nada pode evoluir.
Essa e outras expressões afins criam-me uma certa angústia.
bjs

Ni disse...

Só as grande pessoas ganham tempo... a crescer com os pequenos e a aprender com os que crescem.

Aqui ganho tempo, porque cresço.

Bjinhos

Blue Eyes disse...

Olá Monge:

Então...ainda de férias?!

Por acaso vives 'por cima' do Amadeus? Estive lá na semana passada.

Está tudo bem por aí?

*** grandes com as férias quase a terminar!

1/4 de Fada disse...

Calculo que estejas de férias... Quando voltares, tens um desafio no meu bolg, é para mães e pais e achei que ias gostar dele. Está no post de dia 30 de Agosto.

duarte disse...

brincar...
esquecemo-nos por vezes o quanto bom é...
já fui dos que"perdiam tempo com a minha filha"...
e agora estou a pagar a factura.
o que as crianças têm de bom é a quantidade de amor incondicional que têm para dar...
e agora é tempo de me dar e receber.
foi difícil, mas sabe tão bem que pouco mais interressa nesta minha caminhada( pois neste momento sigo de mão dada com o meu amor: minha filha).
hasta siempre