15.6.08

Fantasiar

O que nos faz fantasiar?

O sucesso? O dinheiro? O carro de sonho ou o parceiro ideal?
Mais não resta concluir de que, as fantasias têm de ser irrealistas! No preciso momento em que são concretizadas deixamos de as desejar e para que possam continuar a existir, o desejo deverá ter o seu objecto eternamente ausente.
Viver somente segundo os nossos desejos poderá não nos fazer felizes. Para sermos plenamente humanos, devemos tentar viver com base em ideias e ideais e não medir a nossa vida por aquilo que alcançamos em termos de desejos. Devemos, itensa e aleatoriamente, deixarmo-nos sentir vivos por aqueles pequenos momentos de racionalidade, de compaixão e de trizteza. A única forma de medirmos o significado da nossa vida é vivê-la!

5 comentários:

Blue Eyes disse...

Olá Monge:

"Deixa voar bem alto a fantasia! Sem ilusões, o mundo que seria?"

Ramón Campoamor y Campoosorio

Boa semana amigo.

*** grandes.

LeniB disse...

somos insatisfeitos por natureza...esse é o castigo de sermos humanos...
bjs
boa semana

1/4 de Fada disse...

Nós passamos o tempo a desejar que ele passe... A esperar ansiosos seja pelo que for e, a maior parte das vezes não aproveitamos o que nos vai aparecendo no dia a dia. E, no fim de contas, a felicidade é feita de coisas tão pequeninas...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Passamos a vida a pensar no dia de amanhã e esquecemo-nos de viver o presente. Sentimo-nos felizes por poder consumir tudo o que nos aparece à frente e, paradoxalmente, somos cada vez mais infelizes.
Contradições insanáveis? Nem por isso.. bastava-nos para um pouco para pensar.

Blue Eyes disse...

Olá Monge:

Nova sugestão musical...Radiohead com o novo àlbum In Rainbows.

És capaz de gostar...

Este fim-de-semana vou estar aí para 'os teus lados'...parece que vai ser animado de corridas!!

Fica bem amigo.