24.4.08

Há dias assim ...
... com FORÇA




Vi-te a trabalhar o dia inteiro,
construir as cidades p’rós outros
carregar pedras, desperdiçar
muita força por pouco dinheiro

Vi-te a trabalhar o dia inteiro
Muita força p‘ra pouco dinheiro

Que força é essa? Que força é essa?
Que trazes nos braços?
Que só te serve para obedecer,
Que só te manda obedecer!
Que força é essa amigo?
Que força é essa amigo?
Que te põe de bem com outros e de mal contigo.
Que força é essa amigo!
Que força é essa amigo!
Que força é essa amigo!

Não me digas que não me compreendes
Quando os dias se tornam azedos
Não me digas que nunca sentistes
Uma força a crescer-te nos dedos.

E uma raiva a nascer-te nos dentes,
Não me digas que não me compreendes!

Que força é essa, Que força é essa,
Que trazes nos braços?
Que só te serve para obedecer
Que só te manda obedecer
Que força é essa amigo?
Que força é essa amigo?
Que te põe de bem com outros e de mal contigo!
Que força é essa amigo?
Que força é essa amigo?
Que força é essa amigo?

Vi-te a trabalhar o dia inteiro
Construir as cidades p’rós outros
Carregar pedras, desperdiçar
muita força por pouco dinheiro


Sérgio Godinho

O "meo" serviço da net pregou-me um a partida e após alguns dias de inactividade,só agora deu sinais de si. Por isso, e à pressa, ao mesmo tempo que vou fazendo o saco, não queria deixar de postar algo sobre Abril. Tinha pensado em falar sobre outros dias de Abril já passados , isto porque, desde há alguns anos elegi o 25 de Abril como o dia da minha liberdade, a liberdade de partir para um lugar onde nunca tenha estado.

"Ah, seja como fôr, seja para onde fôr, partir! Largar por aí fora, pelas ondas, pelo perigo, pelo mar"
Ode Marítima, Álvaro de Campos

Ao contrário do que tem sido habitual, onde se planeou atempadamente o sítio, o percurso, e os lugares, para amanhã ainda não está nada definido, embora se tenha umas ideias de dar um salto até à vizinha Espanha. Para o regresso, já está marcado um jantar com uns amigos bacanos e à noite, então, iremos rever saudosamente Sérgio Godinho na Semana Académica de Bragança. Nada melhor para um 25 de Abril! Sempre!

Do que virmos contaremos.

2 comentários:

Blue Eyes disse...

Olá Monge:

Cá ficaremos à espera dos teus contares...entretanto diverte-te e 'goza' a tua liberdade.

Fica bem amigo.

Li Malheiro disse...

Olá.
Abril Sempre é um mês muito rico em vivências, ou não seja o Mês em que se celebra as transformações primaveris que a nossa infância guarda com grato prazer, claro que falo do 25 de Abril que abriu portas de Liberdade.
..."Foi linda a Festa Pá... e estou contente" Chico Buarque e eu também.
Abraço com amizade.
Li Malheiro